Zisa
Era uma vez uma pessoa cujo carro precisava de ir à oficina. Calha que essa oficina era numa zona industrial, sítio onde só a indústria deveria existir e nada mais.

Reza a história que ao chegar ao local de arranjo essa pessoa se deparou com uma gata. Uma gata preta, magra e a vasculhar os caixotes do lixo. Raios, uma gata preta numa zona industrial cheia de fome, à procura de comida. Dizem que os gatos pretos dão azar mas na realidade não a dão, apenas a têm.




Havia que dar nome a esta criatura e a sigla da Zona Industrial de Santarém serviu o propósito. Z-I-S-A. A gata preta azarada e magrinha. Olhando com mais atenção esta gata Zisa tinha maminhas de amamentação... Tinha maminhas, tinha bebés.

Esta gata azarada, preta e magrinha, com bebés algures escondidos, tinha que eventualmente ter alguma sorte. A pessoa cujo carro precisava de ir à oficina apresentou-se, alimentou-a, fez-lhe uma festa.

A Zisa apreciou e começou a vir todos os dias, talvez já não se sentindo tão azarada, talvez na esperança que essa sorte que tanto esperava viesse daquele novo conhecimento. E tinha razão.

Para além da Zisa vieram também os seus mais próximos, três bolinhas de pêlo gordinhas, bem redondinhas e de focinho lindo. Duas meninas e um menino, duas tricolores e um pretinho (azarado sortudo como a mãe mas com uma estrelinha branca no peito, a sua estrelinha da sorte). Foram os três baptizados no mesmo espírito que a mãe, Roques é o nome de uma empresa que comercializa as marcas Benalu e Chereau.



Benalu

A Benalu, tricolor de olhar rebelde e reflexos rápidos, é uma exploradora nata, brincalhona e pimpona como um gatinho bebé deve ser. Acomodou-se rapidamente à vida de casa e já não quer outra coisa, já nem se lembra do azar que um gato de rua tem.




Roque

O Roque, o tal da estrelinha ao peito é sociável mas mais contido. Está a começar a perceber que a partir de agora já não vai ser tão azarado e de vez em quando solta o gatinho feliz que há em si. A cada dia que passa torna-se mais traquina e meiguinho.






Chereau
A Chereau, a gatinha de focinho riscado ao meio, linda como um quadro de Van Gogh, está a aprender com os manos. É a mais desafiante dos três, a que mais se contém mas provavelmente a que mais dará quando finalmente perceber que está com gente amiga. Gente que apesar de ter azar com carros tem sorte com gatos.





A Zisa e os filhotes procuram cada um o seu lar. Os bebés estão prontos para descobrir novos horizontes, novas casas, novas pessoas.

A Zisa só quer descanso da vida de rua, não contempla voltar a esgravatar caixotes do lixo e enquanto ela almeja uma casa com donos tranquilos os seus pequenos sonham com um lar cheio de agitação e brincadeira onde possam deslizar nos tapetes do corredor. Tem um corredor com tapetes em sua casa a precisar de um gato que os tire do sítio?

 
Quer saber mais sobre a Zisa e os seus bebés? Escreva-nos para gatos.a.solta@gmail.com





Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

Bem vindo ao nosso blog de adopções, aqui poderá conhecer os nossos amigos felinos e caninos.

Todos os nossos animais são dados vacinados, desparasitados e esterilizados.

A nossa actividade é mantida única e exclusivamente por doações de privados. As consultas veterinárias, medicamentos, alimentação e manutenção dos nossos animais dependem das suas doações pelo que qualquer ajuda é bem vinda.

A adopção de qualquer um dos nossos protegidos pressupõe a assinatura de um Termo de Responsabilidade e a entrega em casa da futura família.

Follow by Email

Lisboa, cidade felina. Grandes, pequenos, meigos, ariscos, andam pelas ruas a sobreviver dia a dia ou à procura de melhor futuro. É duro ser gato de rua.

- Copyright © Gatos à Solta -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -